12/05/10

Provavelmente terás perguntas!


Quererás respostas…

Por agora dir-te-ei apenas,

Prometo!

Prometo não sair bruscamente.
Prometo ir arrumando os vestígios de mim.

Prometo não bater com a porta.
Prometo fechá-la cuidadosamente, sem ruído
Sem estremecer de paredes ou estilhaçar de vidros.

Promete-me!

Promete-me que me deixas ir
Sem perguntas nem porquês
Que permanecerás atrás desta porta
Ouvindo os meus passos a desvanecer
Até nenhum som de mim restar

No caminho que sigo
Levo-te comigo em todos os meus sentires
Guardo em mim, todos os momentos de nós

Nas mãos,
O frio do aço
Da chave que deixo sob o tapete…
No peito
O quente desejo de nos guardar para sempre…

5 comentários:

Paulo Morais disse...

é tão dificil para mim comentar aquilo que dizes...sinto as tuas palavras como se fossem minhas! Complementas-me...obrigado!

Vanusa Babaçu disse...

A beleza de teu poema me descreve, me desnuda e deixa minha dor piquenininha... apertadinha. É belissimo...

Chardie B. disse...

mtoooo bom o blog
amei os textos, os video mto bons mesmo

qdo der , de uma passadinha por lah
http://chardiebatista.blogspot.com/

abrax

Julio Miranda disse...

Belo blog o teu. E teu poema. E este sotaque de onde veio minha língua pátria. Parabéns.

ffxiv disse...

FFXIV Gil,Buy FFXIV Gil,FFXIV Power Leveling,FFXIV Gold,Tera Gold,APB Cash,Eudemons Eps,C9 Gold,Dragonica Gold,Last Chaos Gold,Buy FFXIV Gil,Sell all kinds of game gold, welcome to visit website Orderwww.wowlv.com.