31/10/08

AMO-TE






Amo-te...
Amo-te, incompreensivelmente,
sem me perguntar porque te amo,
sem me importar porque te amo,
sem me questionar porque te amo.
Amo-te...
Amo-te, simplesmente.

1 comentário:

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.